Total de visualizações de página

Olá...
Observe, navegue, leia, e poste suas considerações.
Se quiser postar poemas, aceito...agradeço...
Um abraço
Rosana

quarta-feira, 22 de julho de 2009

video

A importância da amizade


Como é bom reencontrar as pessoas de quem gostamos demais...
A vida nos separa e nos aproxima, conforme a nossa necessidade.
A vida nos leva a fazer viagens que sozinhos, crescemos, mas acompanhados, renascemos em todas as manhãs, porque o suporte está loga ali.
O suporte é o amigo que sempre está disponível pra esticar os dedos e nos dar o apoio que precisamos.
Como é bom ter amigos...
Ofereço meu coração com todo o amor pra você, amigo que visita o meu blog...

segunda-feira, 13 de julho de 2009

A RESPOSTA VEIO

A SURPRESA...


Fazia tempo que eu não cuidava do meu jardim...
Não é bem um jardim e sim alguns vasos espalhados pelo quintal...
Os afazeres diários me fizeram esquecer novamente de regar as plantinhas que tanto dependiam de mim, até aquela gébara que já lhes falei.
São tantas coisas a pensar e pensar que não pensei na única coisa que realmente me dava prazer que era ver as flores se abrirem pra mim.
Não entendo o motivo pelo qual eu acabo me esquecendo das coisas que eu amo de verdade e fico perdendo meu tempo com coisinhas miúdas e sem importância.
Agora por exemplo, estou fazendo aquilo que gosto.
Estou escrevendo...
É delicioso você olhar para o tempo e ver que ele passou e você presenciou de perto a tua vida indo, mas indo com gosto...
E vontando ao meu ''jardim'' hoje me surpreendi novamente.
Sabendo que iria chover coloquei minha jardineira com hortelã na área descoberta, juntamente com o hibisco que era do casamento do Bruno e Cris, a violeta que ganhei do Bruno no dia das mães, e a violetinha que eu comprei outro dia no mercado.
Além destas também tenho um vaso com capim cidreira e algumas violetas que estão no coberto.
Mesmo sabendo que as primeiras estavam aguadas, resolvi lavar o quintal e observar de perto um por um.
Me surpreendi, porque a gébara estava com flor...Linda...crescendo e abrindo...
Ainda está pequena, amarelinha, mas está lá e com certeza vai ficar grande como a da primeira vez.
Me lembrei da vez que ela me deu uma lição e agora está me dando outra.
Vou aproveitar então só pra fazer as coisas que realmente me dão prazer e o resto, fica pra próxima vez...
Obrigada Deus por mais este presente...

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Ser Corinthiano



Ser Corinthiano é um estado

de graça ,(e permanente),

porque somos como somos

uma nação, simplesmente,

nossa nação Corinthiana

que é algo tão mais à frente

que aquele cujo o destino

não quis dar esse presente

sofre por nao compreender

o que é esse, algo mais,

que nos faz tão diferentes.





Ser Corinthiano é um estado

dos seres mais avançados

que mistura o analfabeto

ao lado do mais letrado

negro , branco e amarelo,

de bota, tênis e chinelos

quando lotamos o estádio

pra formar a mesma massa

resumida em outra raça

dos seres aprimorados.





Algo mais que uma torcida

algo maior que paixão

algo tão forte na vida

até mais que uma nação,

algo um tanto sagrado

algo como a devoção

algo de vidas passadas

coisa já pré-destinado

dessa nossa religião!



JJ.Braga Neto 02/07/09

segunda-feira, 6 de julho de 2009


Nos outonos de minha vida, caminhos foram marcados por temperaturas ora quentes, ora frias.
Neste caminho, o vento frio derrubou as folhas secas da minha última florada.
O Sol não apareceu e o inverno triste chegou.
O coração não suportou tanto frio, que congelou todos os sentimentos.
A pele craquelou, os olhos perderam o brilho e os lábios emudeceram.
A esperança de sentir o calor do Sol não existia.
Os passos que marcaram o meu caminho foram apagados.
A pilha da desesperança foi se acumulando e as lágrimas de dor corroeram meu destino e purgaram gota a gota e fechou-se as comportas dos sentimentos.
Represaram-se no vazio do meu peito e ali aguardam a primavera pra poder sentir o encanto de uma nova estação.
Foi assim, mais um outono em minha vida.

quarta-feira, 1 de julho de 2009

POETAS E AMANTES




Poetas e Amantes...
Rosana e Hildebrando de Menezes

Deusa da minha vida...
Teus maravilhosos versos
Não nego e logo confesso
Provocam-me lindos duetos

De amor total e completo
No aconchego que te quero
Jogar-te contra a parede

Ou numa esfrega de rede
Beijar-te doce e ofegante
Em atos cadenciados de amor

Nos passos magnetizados
Corpos lentos e entorpecidos
No frigir das nossas coxas

A trepidar paredes e tímpanos
Lábios e línguas entrelaçados
Seios salientes e pontiagudos

Sedentos de beijos molhados
Este é um breve ensaio dos atos
No teatral espetáculo de fatos

No palco, no tablado, no leito
A unir dois poetas e amantes
Perfeitos, completos, delirantes

Venha! Vou... E aqui te espero!

Mestre das palavras
Senhor dos meus sonhos
Anjo do amor delirante

Aquece minh’alma com doçura
Beija meu corpo sedento
Cubra-me com sua loucura

Arrepia minha pele
Leva-me ao delírio
Sepulta as tristezas
Acaba com meu martírio

Minhas mãos agarram os sonhos
Minha boca procura a tua
Nós, poetas e amantes
Eterna poesia triunfante...